CONCURSO DE 2013 - AGENTE PENITENCIÁRIO - (planilha do pessoal que fez o novo concurso. Ajude-nos a alimentá-la.FASE DE REDAÇÃO -CORLEONE, DIVULGA NO SEU BLOG A PLANILHA MASCULINA DO CONCURSO 2013

https://docs.google.com/spreadsheets/d/1dOnWToWKE5alTsJPGTw-aBXr1GlxnKvxAqFrKCdIo7U/edit?usp=sharing

fala pra mandar NOME/ NOTA (OBJ + RED) E RISP

pro meu email: israel20rj@gmail.com

quinta-feira, 24 de março de 2011

AGENTES DE ATIVIDADES PENITENCIÁRIAS VOTAM INDICATIVO DE GREVE PARA O FIM DO MÊS.


O Sindicato dos Agentes de Atividades Penitenciárias do Distrito Federal (Sindpen-DF) votou em assembleia nesta terça-feira (22/3) por um indicativo de greve da categoria. Se os pedidos do grupo não forem atendidos, cerca de 1.400 agentes penitenciários devem cruzar os braços a partir do dia 31.


A pauta de reivindicações do grupo é composta por três pontos. Caso os pedidos não sejam atendidos até o fim de quarta-feira (30), serão suspensas as visitas de parentes, as escoltas judiciais e a fiscalização dos detentos em regime de prisão domiciliar. Os membros do sindicato que trabalham na sede da Secretaria de Segurança Pública (SSPDF) também participarão do protesto.

Reivindicações

O primeiro ponto da pauta é a realização da segunda fase do curso de tiro - que habilita o porte de arma. Atualmente, cerca de 500 agentes trabalham desarmados por não terem tal certificação. O segundo é a reestruturação de carreira. Segundo o vice-presidente do Sindpen-DF, Adoniran Andrade, uma portaria sobre o assunto foi prometida em 2009, quando o sindicato entrou em greve por 15 dias. "É um acordo de greve e não foi cumprido. Estamos retomando".


Os penitenciários também pedem, no ofício que será encaminhado ao governo na quarta (23), a demissão de três dos quatro diretores do Complexo Penitenciário de Brasília (conhecido como Papuda). São eles: Celso Wagner Lima, da Penitenciária I (PDF-I); Waldemiro da Fonseca Filho, da Penitenciária II (PDF-II); e Márcio Marquez de Freitas, do Centro de Internamento e Reeducação (CIR). Os três são acusados de maltratar e humilhar servidores da categoria.


O Sindpen-DF colheu 780 assinaturas na assembleia desta terça (22). Segundo o vice-presidente do Sindpen-DF, Adoniran Andrade, o movimento não tem motivação política. "Buscamos apenas dignidade, respeito e condições básicas de trabalho", pontua.


Fonte Correioweb 22.03.2011

Um comentário:

  1. Concordo que uma categoria deve lutar por melhorias, isso é justo e merece a atenção de todos. Só me deixa triste o fato de um líder, seja ele de que categoria for AGEPEN, PM, PC, AG. ATV. PEN, enfim, usar de sua posição e influência para gerar desunião e atritos entre as diferentes categorias que trabalham no sistema penitenciário. Pois bem, sou AGENTE PENITENCIÁRIO,lotado na PDF I, gosto do meu trabalho e do meu local de trabalho. Sempre respeitei e continuarei respeitando qualquer pessoa que um dia chegue a trabalhar lá seja de qualquer categoria, seja, do restaurante ou da limpeza, pois somente através de união de todos, é que se tem garantida a segurança de todos. Fico temeroso que aconteça uma única coisa, que a segurança enfraqueça a tal ponto, com essa desunião, que diga-se de passagem nunca houve, apesar de sempre atuarem juntas algumas categorias, que um dia possamos de ter presenciar a triste cena de ver um colega, ou nós mesmos, com um "estoque" no pescoço nas mãos daqueles que temos o dever de manter cumprindo suas penas. Não quero ser alarmista, só sou realista. Quando há um erro todos somos atingidos, prova disso são os comentários sobre a fuga na PDF II. Caros Agentes de Atividades penitenciárias respeito a luta de vocês discordando em alguns pontos injustos ao meu ver, mas ainda assim respeito, mas quero lembrá-los que vocês também devem respeitar as categorias que já estavam antes de vocês, principalmente a de AGEPENs, uma vez que os que lá estão ficaram por duas razões: primeira, gostam do que fazem e fazem bem; segunda, acharam que não deveriam deixar o sistema naquele momento, não seria prudente, com todo respeito aos colegas que foram para as delegacias e outros locais. Bom, tenho uma decisão e uma certeza. A decisão, só deixo a PDF I se for obrigado pelo Estado ou pelas circunstâncias é claro, pois, repito, amo o que faço, no local que faço. A certeza, essa desunião só leva ä incompetência e consequentemente a vulnerabilidade na segurança, em suma, a desunião é um "ladrão" que espera a hora certa para se rebelar. Faço ainda um apelo, como cristão e como profissional da área: deixem o orgulho de lado e vamos dar as mãos em união para o bem da sociedade e de nossos familiares. Formemos uma só equipe para continuarmos sendo exemplos para as demais unidades da federação no que se refere a sistema penitenciário. Que Deus ilumine a vida de todos nós e nos dê sabedoria e humildade. Atenciosamente, AGEPEN Leão, PDF I.

    ResponderExcluir