A LEI ORGÂNICA DO SISTEMA PRISIONAL É PRIORIDADE PARA O DEPUTADO CABO JÚLIO, PORÉM ELE AFIRMOU QUE A LEI ORGÂNICA SOMENTE SE TORNARÁ LEGÍTIMA SE FOREM OUVIDOS TODOS OS AGENTES E SERVIDORES TEC. ADM E ANALISTA QUE DESEJAREM PARTICIPAR COM A SUA SUGESTÃO. PARA ISTO, MANDE VIA CORREIOS OU ENTREGUE PESSOALMENTE NO GABINETE.
QUEM QUISER RECEBER O ESBOÇO DA LEI ORGÂNICA ENVIE EMAIL PARA:
henriquecorleone2000@hotmail.com

ENDEREÇO DO GABINETE


Rua Rodrigues Caldas, 30
Santo Agostinho
CEP 30190-921
Belo Horizonte/MGA
SEGUNDO ANDAR - GABINETE 244
GABINETE DO DEPUTADO CABO JÚLIO.

domingo, 29 de abril de 2012

Cachoeira caiu na gargalhada ao ver a lista de parlamentares que fazem parte da CPI que o investigará






Cachoeira, que está preso na penitenciária da Papuda, em Brasília.A comissão, composta por 16 deputados e 16 senadores, vai investigar as relações do empresário de jogos ilegais com políticos e agentes privados. A comissão foi criada com o apoio de 65% dos deputados e quase 90% dos senadores.
fONTE:FOLHA DE SÃO PAULO

Gravações mostram ligação entre policiais do DF e GO com Cachoeira


Agentes recebiam propina para blindar as casas de jogos do bicheiro. 

Ex-diretor da Delta foi transferido para Papuda nesta sexta-feira (27)



Escutas telefônicas feitas com autorização da Justiça mostram que policiais militares, civis, federais de Brasília e Goiás são suspeitos de proteger os negócios do bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.De acordo com as investigações da operação Monte Carlo, da Polícia Federal, PMs do DF davam cobertura para fechar bingos concorrentes de Carlos Cachoeira.Já a delegada Deborah Menezes é chamada de amiga por Claudio Abreu, o Dadá, braço direito do bicheiro. “É igual a amiga nossa aqui lá da 8ª DP, tão mandando ela pra 20ª, no Gama. Véio, tão derrubando os amigo tudo”, afirma Dadá em uma das gravações.Cláudio Monteiro, ex-agente da Polícia Civil e ex-chefe de gabinete do governador Agnelo Queiroz também é citado. Em uma das gravações, Cachoeira diz que ajudou na campanha de Monteiro, em 2010, para a Câmara Legislativa.No estado de Goiás, a investigação aponta quase 30 PMs envolvidos com o grupo. O major Antônio Carlos da Silva, por exemplo, foi gravado aliciando policiais para fechar um bingo, a pedido de Cachoeira. Em Luziânia, a organização criminosa diz que pagava o delegado Marcelo Mauad para ele não incomodar os bingos de Cachoeira
FONTE:expressomt.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário