sábado, 29 de junho de 2013

Cinco presos fogem do Ceresp de Ipatinga, no Leste de Minas Gerais

Polícia ainda não conseguiu encontrar nenhum dos foragidos.
Foi aberto um procedimento interno para apurar os fatos.

Patrícia Belo Do G1 dos Vales de Minas Gerais
Presos cerraram as grades da cela e pularam o mura para ter acesso as ruas.  (Foto: André Almeida / Arquivo DP) 

Presos cerraram as grades da cela e pularam o mura para ter acesso as ruas. (Foto: André Almeida / Arquivo DP)
Cinco detentos fugiram na manhã desta sexta-feira (28), do Centro de Remanejamento dos Presos (CERESP) de Ipatinga, cidade localizada ao Leste de Minas Gerais. Segundo informações da polícia, a fuga aconteceu por volta das 3h da madrugada, mas os agentes penitenciários somente perceberam a ausência dos presos na hora da recontagem, às 6h da manhã.
Os foragidos são José Marques Pereira de Souza, de 33 anos, Kefferesson Joubert Souza Izidoro, de 20 anos, Rafael Peixoto dos Santos, de 20 anos, Elivelton Coelho da Silva, de 21 anos e Adeílson Muniz Ribeiro, de 25 anos. Eles foram presos por furto e roubo.
Segundo informações dos militares, os presos teriam serrado três barras de ferro da cela principal, e assim tiveram acesso ao pátio central da unidade carcerária. A suspeita é que após chegarem ao pátio, os fugitivos pularam o muro da cadeia, passando pelo canil, e também em frente a guarita do portão de entrada do centro de remanejamento. Ainda de acordo com os policiais, nenhum objeto cortante foi encontrado próximo à cela onde estavam os presos.

Local de onde os presos conseguiram fugir nesta sexta-feira (28). (Foto: André Almeida / Arquivo DP) 
Local de onde os presos conseguiram
fugir nesta sexta-feira (28).
(Foto: André Almeida / Arquivo DP)
A assessoria de comunicação da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) confirmou a versão dos militares em relação à fuga dos presos.
Segundo a nota, assim que a direção tomou conhecimento da situação, a unidade prisional acionou a Polícia Militar para confeccionar o boletim de ocorrências e instaurou um procedimento interno para apurar as responsabilidades da fuga.

FONTE: G1

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Essa reportagem ta errada. Primeiro que essas são de 2008 e depois não foi desse local que os presos fugiram.

    ResponderExcluir