sábado, 15 de junho de 2013

Um dia antes da abertura da Copa das Confederações, o Centro de Inteligência Nacional do governo registrava dois alertas "laranja" nas sedes: "ações patrocinadas pelo crime organizado", em áreas de Salvador, e organização do sistema prisional, em Belo Horizonte, "dada a imprevisibilidade do comportamento dos presos".

Inteligência registra dois alertas 'laranja' nas sedes da Copa das Confederações

DE BRASÍLIA
Um dia antes da abertura da Copa das Confederações, o Centro de Inteligência Nacional do governo registrava dois alertas "laranja" nas sedes: "ações patrocinadas pelo crime organizado", em áreas de Salvador, e organização do sistema prisional, em Belo Horizonte, "dada a imprevisibilidade do comportamento dos presos".
O nível dos alertas varia entre verde (baixo), laranja (médio) e vermelho (alto), e eles podem mudar a todo instante conforme a evolução dos cenários.
Além de crime organizado e do sistema prisional, as fontes de ameaça monitoradas pelo Centro de Inteligência para a Copa incluem ações de grupos terroristas e de organizadas.
Os alertas laranja identificados ontem foram repassados para as sedes e também para a Presidência da República.
No caso de Salvador, considerou-se a tendência de continuidade de ações patrocinadas pelo crime organizado em quatro áreas da cidade.
No caso do alerta feito para Belo Horizonte, não foi possível precisar a tendência do comportamento dos presos

Nenhum comentário:

Postar um comentário