segunda-feira, 29 de julho de 2013

ASSEMBLÉIA GERAL UNIFICADA DA SEGURANÇA PÚBLICA,ONDE PODERÁ SER DECRETADO ESTADO DE GREVE NA POLÍCIA CIVIL E NO SISTEMA PRISIONAL DE SÃO PAULO!




Assembleia Unificada poderá decretar greve geral na Segurança Pública no próximo dia 6
29/07/2013
Visualizações: 123

  



Depois de diversas manifestações públicas contra o governo do Estado e tentativas sem sucesso de agendar audiência para tratar da pauta unificada da Segurança Pública, uma Assembleia Geral poderá decretar greve geral na Polícia Civil e no Sistema Penitenciário do Estado de São Paulo.


A Assembleia Geral Extraordinária e Unificada da Segurança Pública, que é permanente, será realizada em 6 de agosto, às 14h, em São Paulo, na Praça Vinícius de Moraes, ao lado do Palácio dos Bandeirantes. A Assembleia teve início em 4 de julho, quando elaborou a pauta unificada das categorias da Segurança Pública, entregue ao governador em 5 de julho pelo deputado federal Paulo Pereira, o Paulinho da Força.

Desde a entrega da pauta ao governador Geraldo Alckmin (PSDB), não houve nenhuma resposta às categorias e nem a comissão que representa os servidores foi chamada para discutir as reivindicações. Assim, devido ao descaso do governador, a Assembleia poderá decretar greve geral em 6 de agosto.

CONVOCAÇÃO: o presidente do Sindasp-SP, Daniel Grandolfo, convoca a categoria para a Assembleia Unificada e para a passeata que ocorrerá até o Palácio dos Bandeirantes. “Se a categoria não participar não tem como fazermos greve, por isso é de suma importância que cada servidor se apresente e participe da Assembleia e da passeata em São Paulo. Chegou o momento decisivo, é a hora da participação. Não adianta ficar reclamando pelo Facebook, tem que participar, principalmente os servidores da capital. Tenho a convicção que vamos fazer uma grande manifestação e governo vai ceder à pressão dos trabalhadores da Segurança Pública. Por isso, repito, participe conosco no dia 6 da Assembleia Unificada e passeata até o Palácio dos Bandeirantes”, destacou Grandolfo.

ÔNIBUS: dois ônibus levarão servidores do interior para a capital. Um sairá da Sede Estadual de Presidente Prudente e outro da Sede Regional de São José do Rio Preto. Os interessados podem já podem entrar em contato. Em S. J. do Rio Preto, falar com o Diretor Administrativo Regional, Donizete Rodrigues (17- 8127-5396 / 8179-1756 ou pelo e-mail sindaspriopreto@sindasp.org.br) na Sede Estadual, com o funcionário Fernando (18-3222-1661 / 8183-1221 ou pelo e-mail fernandohuss@sindasp.org.br).

EM CASO DE GREVE, DEFESA JURÍDICA PARA FILIADOS: caso a Assembleia Unificada decida iniciar greve geral na Segurança pública, o Sindasp-SP garante a defesa jurídica para os filiados da instituição em qualquer tentativa arbitrária de transferências, bondes e sindicâncias.  

TRIBUNAL DE JUSTIÇA: O Departamento Jurídico do Sindasp-SP já consultou o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) no sentido de um posicionamento sobre possíveis setores essenciais e que não poderiam paralisar as atividades. Vale lembrar que, em 2010, durante a paralisação progressiva, o desembargador e vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), Marco Cesar Müller Valente, concedeu liminar favorável à Fazenda do Estado determinando que o Sindasp-SP se abstivesse de promover a paralisação total ou parcial das atividades de seus representados nas unidades prisionais. O não cumprimento da sentença acarretaria multa diária de R$100 mil à instituição.

OUTRAS INSTITUIÇÕES E AUTORIDADES: além do Sindasp-SP e do Sipesp (Sindicato dos Investigadores de Polícia do Estado de São Paulo), também participarão da mobilização do dia 6 o Sindcop e o Sindesp. O Sindasp-SP espera que também o Sifuspesp decida engajar na luta e participe em conjunto com a categoria, visando o bem comum. Também estarão presentes o deputado estadual Olímpio Gomes e o deputado federal e presidente nacional da Força Sindical, Paulo Pereira, o Paulinho da Força, entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário