sexta-feira, 19 de julho de 2013

Capitão é preso suspeito de participar de crimes no Vale do Aço

Um militar lotado no 5º Batalhão da Polícia Militar de Belo Horizonte foi preso, nesta sexta-feira (19), suspeito de envolvimento em 14 crimes realizados na região do Vale do Aço. Entre eles, estão as mortes do jornalista Rodrigo Neto, no dia 8 de março, e a do fotógrafo Walgney Carvalho, no dia 14 de abril, em Ipatinga.
 De acordo com a Polícia Civil, a prisão foi expedida pela juíza Ludmila Lins Grilo, da comarca de Ipatinga. O capitão, que não teve o nome divulgado, teria servido à corporação durante um tempo na cidade. No momento da prisão, o militar estava no horário de trabalho no Centro de Tecnologia (CTT) da Polícia Militar, no batalhão localizado na avenida Amazonas, no bairro Gameleira, na região Oeste de Belo Horizonte.
De lá, o homem foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) para realizar exame de corpo delito e, depois, conduzido ao 39º Batalhão, no bairro Cidade Industrial, em Contagem, na região metropolitana. Ele está á disposição da Justiça.
As investigações sobre os casos de homicídios no Vale do Aço continuam a cargo da Polícia Civil, que dará outras informações sobre os assassinatos na próxima semana.
 
Fonte: Otempo
CAROLINA CAETANO / JHONATAN CASTRO

Nenhum comentário:

Postar um comentário