quarta-feira, 17 de julho de 2013

POLÍCIA FEDERAL SE JUNTA AOS AGENTES PENITENCIÁRIOS NA MANIFESTAÇÃO EM BRASÍLIA.


    Policiais federais iniciaram nesta terça-feira (16/07/2013) um protesto em frente à sede do Departamento de Polícia Federal, em Brasília. O grupo reivindica reestruturação do plano de carreira e melhores condições de trabalho. Por volta de 11horas, o grupo seguiu para o Congresso Nacional, onde, às 14horas, seria lançada a Frente Parlamentar de apoio à reestruturação da Polícia Federal.


Policiais de todos os estados brasileiros participam do movimento em favor do objetivo de todos que desejam melhorias na instituição.

"Colegas de vinte e seis estados, mais o DF, estão vindo para o lançamento da Frente Parlamentar. Esperamos de 450 a 550 policiais.Nós temos vários problemas que serão debatidos nesta Frente", disse o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais, Jones Borges Leal.

FONTE: G1

    No final da tarde os federais chegaram no congresso e se juntaram aos manifestantes civis e também aos agentes penitenciários que lutam pelo porte de armas fora do serviço, vetado pela presidente Dilma. Com a PF reforçando as manifestações, a expectativa é de que o governo se manisfeste e convoque as categorias para negociações e anuncie a derrubada do veto do porte de armas dos Agentes Prisionais liberando-o em âmbito nacional, assim como em outras forças de segurança pública.


    Os agentes prisionais são ameaçados todos os dias dentro e fora dos presídios brasileiros por criminosos armados até os dentes. Por conviverem juntos durante o cumprimento da pena destes infratores, os agentes se tornam os maiores alvos da criminalidade, inclusive seus familiares!

    O mínimo que se deve esperar do governo é a liberação do porte nacional à categoria prisional, pois é cada um pra si quando voltam para suas vidas sociais estilhaçadas pelo perigo da profissão.

FONTE:G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário