sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Maquete de helicóptero da cocaína causa polêmica na ALMG.


 Tumulto na ALMG: Deputado se irrita com manifesto e  bate boca com Sindicalistas da Polícia Civil, ameaça dar cadeiradas e demais agressões físicas e injuriosas
Na tarde desta quinta-feira 28, vários protestos contra a situação delicada de possível envolvimento de funcionários e Deputados com o narcotráfico na ALMG amplamente noticiado pela imprensa nacional, gerou um verdadeiro bate boca com ameaças e agressões verbais e preconceituosas proferidas pelo Deputado José Maia do PSDB contra o Presidente do SINDPOL/MG Denilson Martins e Presidente da Federação de Policiais Civis do Sudeste Antônio Marcos Pereira “Toninho Pipoco”. Os sindicalistas protestavam contra a extinção do FUNPEMG Fundo de Previdência dos Servidores Públicos de MG e também contra o possível envolvimento de funcionários e Parlamentares em tráfico de drogas e uso de verbas públicas no financiamento de crime. Fato que causou o destempero do Deputado, que bradou, ameaçou e injuriou os Policiais Civis. O Deputado José Maia é o mesmo que foi autor da emenda marota que retirou a exigência de realização de plebiscito para se extinguir o FUNPEMG e transferir quase 4 Bilhões arrecadados pelos servidores públicos e pelo tesouro nos últimos 12 anos.
Do lado de fora centenas de manifestantes realizavam um farinhaço espalhando farinha de trigo e pó branco, com helicóptero de brinquedo de controle remoto, também em sinal de protesto contra esses acontecimentos.
A Direção do SINDPOL/MG está lançando a partir de hoje uma campanha com abaixo assinado pela apuração rigorosa desses fatos e instalação imediata de uma CPI na ALMG e no Congresso Federal  para apuração desses fatos.


Acompanhem
Veja materias relacionadas

'Farinhaço' na ALMG cobra apuração de droga em helicóptero de deputado

Helicóptero de empresa do deputado Perrella é abastecido pela ALMG

 FONTE:SINDPOL/MG.

Nenhum comentário:

Postar um comentário