quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Postagem a pedido: Deputado pede audiência pública para debater sobre a Lei Orgância do Sistema Prisional de MG e a Obrigatoriedade dos contratados que passaram no Concurso Público a tirarem férias no mesmo período do Curso de Formação, sob pena de perda de proventos e Rescisão Contratual!




Parabéns aos guerreiros que compareceram à ALMG! 
Luta classista se faz com participação!

7 comentários:

  1. Grande iniciativa, visto que muitos de nós necessitam desta licença no período do curso de formação.

    ResponderExcluir
  2. Não sou formado em direito, mas no meu entendimento essa alteração de ferias regulamentares não é valida, trabalho no Sistema e na minha unidade vieram com essa ladainha também, ocorre que, mais ou menos em meados de janeiro vieram com documentos dizendo dar preferencia de ferias ao contratado que haviam passado no concurso publico, mediante essa informação foram marcadas as ferias. Não argumento por todos, mas sou homem e generalizo como sendo para todos, mediante minhas ferias marcadas, organizei três viagens, reservei hotéis, comprei passagens aéreas, enfim tive despesas, agora ja nas vésperas de entrar no descanso merecido, os responsáveis pelos Recursos Humanos vieram e nos informaram que havia sido alterada as ferias e ainda quem já tivesse tirado a mesma, perderia o soldo "salario", e alem no mais disseram que iriam reicindir os contratos e os contratados iriam apenas receber aquela bolsa de 50% sobre o salario.

    Mesmo assim consta no edital que temos direito de receber proventos integrais. Não sei me dizer se isso mesmo que está escrito lá, mas como leigo em direito entendi dessa forma. Acho isso uma desmotivação imensa, pois as pessoas que trabalham no sistema suam a camisa e vestem-na com orgulho, isso é um descaso não so com o servidor em si, mas sim com TODOS QUE TRABALHAM COMO AGENTES, nossa secretaria não dá e nunca deu valor aos funcionários, decimo terceiro em final de mês, ameaças de perdas de saldos e recissoes de contratos, premio produtividade pagado em duas parcelas, sendo que foi pago de um determinado ano em outro ano, não sei me dizer se pode, já houvi dizer que isso seria EXERCÍCIO FINO. Mas enfim tudo pode para a Secretaria de Estado de Defesa Social.

    Não vou me identificar, mas sou Agente Penitenciário em Umas das Unidades Prisionais do Triangulo Mineiro. Rogo como ser humano, a quem e de direito ou a quem possa ajudar a classe. Agradeço o espaço.

    Obrigado a Todos
    Agentes Penitenciários Juntos e Sempre Unidos
    Nossa Marcha não Acaba Nunca

    ResponderExcluir
  3. Trabalho no Sistema e ainda não tenho um ano de trabalho. O diretor administrativo da unidade que trabalho propos que eu e os outros "novatos" que estão no concurso faça o curso de formação de dia e vá trabalhar no turno da noite... sob pena de ter o contrato recindido por falta. Alguém que tá a par disso poderia nos ajudar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fácil o seu caso. Leva esta situação para um advogado que saca de Direito Administrativo e entra com uma ação coletiva contra o Estado. Contra este "Diretor", procura o Ministério Público de sua cidade e bate um papinho com ele a respeito deste retardado. Leva todos que estão na mesma situação que vc. Garanto que seu Administrativo vai ficar pianinho e se recolher em sua insignificância.
      Abraço

      Excluir
  4. O edital é muit claro, aquele contratado receberá o salário integral para cursar a formação técnica

    ResponderExcluir
  5. Trabalho a muito tempo de Agente Penitenciario, mas retirei minhas ferias de 2013 no inicio do ano passado, trabalhei 2013 quase inteiro e quando realmente consigo marcar minhas ferias suspendem e agoram dizem que as ferias serão quando eles quiserem, que elas serao marcadas quando for o curso de formação, será que la vou realmente ter ferias, ou so vou tiralas em 2015, pensem, dois anos diretos. Acredito que isso seja errado.

    ResponderExcluir
  6. Total desprezo com a classe de agentes penitenciários contratados que estão lutando pela efetivação. Muitos trabalham a mais de 8 anos e não são reconhecidos como detentores da função pública. Está explicito no edital do concurso: liberação para o curso de formação sem prejuízos. Precisamos de alguém que possa interceder pela nossa causa. Agentes contratados não tem voz e nem vez, somos os escravos do sistema. Revoltante!!!

    ResponderExcluir