quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

PPP COMPLETA UM ANO DE OPERAÇÃO EM MINAS,VEJA A MATÉRIA.





Primeira penitenciária privada completa um ano de operação em Minas

Nesse modelo, cada um dos presos custa ao Estado R$ 2.800 por mês, incluindo os custos da construção dos pavilhões; no sistema público, os presidiários custam entre R$ 1.700 e R$ 2.300 – sem contar a construção

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Fonte Normal
Presidio particular
Presos como o Ferrugem da Galoucura trabalham e ganham salário
PUBLICADO EM 29/01/14 - 04h00
Com quatro presos por cela e um sabonete por semana para cada um, o Complexo Penitenciário Público-Privado de Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, que completou um ano de funcionamento ontem, apresenta-se como o “sonho” dos presidiários. Enquanto muitos presídios de Minas não possuem a estrutura ideal, o complexo tem cerca de 100 vagas extras vazias para necessidades de emergência.

As duas unidades em funcionamento respeitam a capacidade máxima de 672 presos cada. Quando o modelo de Parceria Público-Privada (PPP) foi inaugurado no início do ano passado, a promessa do governo era de que as cinco unidades estariam prontas até o fim de 2013. No total, serão criadas 3.360 vagas, mas por enquanto há 1.344.
Nesse modelo, cada um dos presos custa ao Estado R$ 2.800 por mês, incluindo os custos da construção dos pavilhões. No sistema público, os presidiários custam entre R$ 1.700 e R$ 2.300 – sem contar a construção.
Para o subsecretário de administração prisional, Murilo Andrade, o custo-benefício compensa os gastos. “Temos um parceiro responsável pela ressocialização do preso e manutenção da unidade, e o Estado só entra com a segurança prisional e fiscalização”, explicou. Andrade acredita que ainda é cedo para saber se esse modelo será expandido.
Falhas como a fuga de um presidiário em novembro último estão sendo corrigidas nesse primeiro ano de manutenção, conforme informação dos responsáveis pelo complexo.

Promessas
Tecnologias. O complexo deve instalar em fevereiro o equipamento para revista (Body Scan). O bloqueador de celular também deve entrar em funcionamento na segunda unidade em março.
FONTE:http://www.otempo.com.br/cidades/primeira-penitenci%C3%A1ria-privada-completa-um-ano-de-opera%C3%A7%C3%A3o-em-minas-1.780516

O que achou deste artigo?
2
4
6
8


Carlos<br />Morais
Carlos
Morais
Se eu cometer um crime e propor ficar preso aqui em casa, será que vão me pagar os mesmos 2.800??? Eu prometo nem aparecer no portão!!!
Responder -  - 1 - 3 horas atrás
Carlos<br />Morais
Carlos
Morais
Será que 1 sabonete por semana é para se limparem dos crimes????
Responder -  - 1 - 3 horas atrás
Carlos<br />Morais
Carlos
Morais
2.800 por preso??? E o pai de família trabalhar tem que ser virar com um salário minímo??? E o professor da rede estadual tem que sobreviver com 1.400 brutos??? Que m* de lugar é esse chamado Minas Gerais??? 
Responder -  - 1 - 3 horas atrás
Will<br />Smith<br />2
Will
Smith
2
Isso, os bandidos merecem hotéis mais confortáveis! Eles trabalham e ganham salário. Em breve serão soltos e terão muita opção em termos de empregos= furtar, assaltar, traficar, praticar estelionato, espancar e matar as pessoas, etc. Quatro presos em cada cela... imagino que altos papos devem surgir e aposto que eles se dão muito bem, é um ótimo ambiente, em cada cela. rssssrssss. Uma novidade pra mim= não sabia que bandido gosta de tomar banho kkkkkk.
Responder -  - 1 - 3 horas atrás

Nenhum comentário:

Postar um comentário