sábado, 22 de fevereiro de 2014

Não é mais exceção,já virou rotina a anos:“Achei que ia morrer”, diz Agente Prisional refém de presos.


AGENTE FOI GOLPEADO POR UMA FOICE E LEVOU 20 PONTOS NA CABEÇA.
FUGA DOS PRESOS ACONTECEU NA MADRUGADA DE QUARTA-FEIRA,19.

Franciele do ValeDo G1 RO
Comente agora
Ainda traumatizado, o agente penitenciário, de 37 anos, que preferiu não se identificar, relata os momentos de terror que viveu durante a fuga dos nove detentos da Casa de Detenção deAriquemes (CDA) na madrugada desta quarta-feira (19). “Eles [detentos] chegaram por trás, e me golpearam com uma foice na cabeça. Depois me colocaram na cama de um alojamento; amarraram minhas mãos e pés, e continuaram me batendo com uma barra de ferro”, lembra o agente.
O servidor conta que, após os detentos pegarem as armas dos policiais e dos agentes, foi levado para o estacionamento da CDA, onde foi obrigado a entregar a chave do carro e em seguida, levado como refém. No carro estavam ele e mais sete presos, que discutiam entre si se o matavam ou não.
“Achei que ia morrer, mas em determinado momento da fuga, eles resolveram me soltar”, diz o agente que não soube precisar o local em que foi deixado pelos foragidos. “Estava escuro e eu tinha acabado de levar um golpe na cabeça e fiquei meio atordoado”, esclarece o servidor público que levou 20 pontos.

Mesmo desorientado, o agente encontrou um vigia noturno que o levou para a CDA, mas ficou apreensivo com o que poderia ter acontecido com os outros agentes. “Eu só pensava o que teria acontecido com meus colegas, porque assim como eu, são todos pessoas de bem e pais de família”, ressalta.

O agente penitenciário trabalha há cinco anos no sistema carcerário de Ariquemes, e nesse tempo, já vivenciou vários momentos de tensão dentro da unidade prisional. “Diariamente, o agente é ameaçado pelos detentos. Eles falam que vão fazer rebelião e que vai matar todo mundo. É muito difícil viver assim”, argumenta. O agente revelou que pediu afastamento do trabalho, e não sabe se voltará a fazer plantão.

O veículo do agente, levado pelos detentos durante a fuga, foi encontrado na Linha-75 na zona rural de Ariquemes nesta quarta-feira (19). O carro estava danificado, com indicativo de acidente.

Fugitivos 
Três presos que fugiram da CDA morreram durante troca de tiros com a polícia na manhã de sexta-feira (21). O confronto aconteceu na Linha MA-4, a 28 quilômetros do distrito de 5º Bec, em Machadinho D'Oeste (RO).

Conforme a polícia, o paradeiro do grupo foi descoberto a partir da prisão de dois outros fugitivos, na quinta-feira (20). Além dos três mortos, um outro detento foi baleado no confronto, mas conseguiu fugir pela mata. Sete armas de fogo roubados da Casa de Detenção de Ariquemes foram recuperadas. Policias continuam em busca do restante do grupo
FONTE:http://g1.globo.com/ro/rondonia/noticia/2014/02/achei-que-ia-morrer-diz-agente-penitenciario-refem-de-presos-em-ro.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário