sexta-feira, 23 de maio de 2014

Suspeitos de se passarem por falsos policiais são presos em Joinville

Dois eram investigados pelo roubo do carro utilizado como viatura falsa para entrar em shopping

Suspeitos de se passarem por falsos policiais são presos em Joinville Polícia Civil/Divulgação
Mailon Cardoso de Lima, Jadson Calixto de Souza e Claudinei Rengel eram foragidos da JustiçaFoto: Polícia Civil / Divulgação
Schirlei Alves
Três homens foragidos da Justiça foram recapturados nesta quinta-feira pela Divisão de Furtos e Roubos da Polícia Civil em JoinvilleEles admitiram que foram eles que entraram no Joinville Garten Shopping, na semana passada, disfarçados de policiais federais com uma viatura falsa. 

O trio chegou a pedir para entrar em uma relojoaria quando as lojas ainda se preparavam para começar o atendimento, por volta de 9h50, mas os funcionários desconfiaram e não abriram a porta. Com receio de serem reconhecidos, os suspeitos foram embora e abandonaram o C4 nas redondezas. O veículo foi recapturado e ficou sob responsabilidade da Polícia Federal

A Polícia Civil chegou até os suspeitos porque investigava o roubo do C4. O veículo foi roubado em um salão de beleza na avenida Marquês de Olinda, no bairro América. Outros pertences que foram roubados das vítimas foram recuperados nas casas dos suspeitos. De acordo com o delegado Jeferson Prado Costa, os três estavam foragidos do sistema prisional. 

Mailon Cardoso de Lima, de 18 anos, estava foragido do Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório (Casep) de Joinville. Apesar de ter completado a maioridade, ele ainda pode cumprir a medida socioeducativa até os 21 anos. Jadson Calixto de Souza, de 19 anos, escapou do sistema prisional durante uma das saídas de trabalho. 

Claudinei Rengel, de 37anos, é foragido de São Paulo e foi preso em flagrante com documento falso. Ele não teria participado do roubo do C4, mas é suspeito de integrar o trio no caso do shopping. Os três tinham passagens por roubo. 

O inquérito será concluído depois que o delegado tomar o depoimento dos suspeitos e das vítimas e finalizar algumas diligências. Jeferson pretende indiciar Mailon e Jadson por roubo e Claudinei por portar documento público falsificado. Como o trio não chegou a cometer um delito no shopping, não é possível incriminá-los por isso. A questão de falsificação da viatura está sob responsabilidade da própria Polícia Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário