quinta-feira, 19 de junho de 2014

Bandidos armados e encapuzados resgatam detento no Hospital Galba Velloso em BH!

 

Bandidos armados e encapuzados resgatam detento no Hospital Galba Velloso

O preso estava internado em tratamento, escoltado por dois agentes penitenciários que foram rendidos e agredidos

Publicação: 19/06/2014 07:58 Atualização: 19/06/2014 11:26

Quatro homens armados e encapuzados invadiram o Hospital Galba Velloso, no Bairro Gameleira, Região Oeste de Belo Horizonte, na madrugada desta quinta-feira e resgataram um preso que estava em tratamento e escoltado por dois agentes penitenciários. Os bandidos ameaçaram funcionários e obrigaram os agentes a se despir antes de fugirem com o detento. 

Conforme a Polícia Militar (PM), os criminosos chegaram por volta de 2h54. Eles renderam o porteiro e funcionárias da enfermagem dizendo que estavam em busca do “Mingau”. Este é o apelido do detento Jefferson Ferreira de Faria, 36 anos, que estava internado na unidade. 

Rendidos pelos quatro homens, o agentes foram obrigados a tirar as roupas e entregar a chave da algema para libertar Jefferson. Segundo a PM, os funcionários da segurança ainda foram agredidos com coronhadas na cabeça e precisaram de atendimento no Hospital João XXIII. Bandidos e detento escaparam sem deixar rastros e ainda não foram localizados. Os homens ainda levaram o celular de uma das funcionárias do Galba 

OBS: Os AGENTES DE SEGURANÇA PENITENCIÁRIOS do CERESP GAMELEIRA ESTAVAM REALIZANDO A FAMIGERADA ESCOLTA DESARMADOS(Sob ordem do Diretor). HÁ UMA SEMANA ATRÁS OS AGENTES DA PPP ESTAVAM REALIZANDO ESCOLTA NAQUELE HOSPITAL ARMADOS E FORAM QUESTIONADOS PELA DIREÇÃO DO GALBA, NO ENTANTO O DIRETOR DA PPP REITEROU QUE EM QUALQUER ESCOLTA DE PRESOS TODOS OS AGENTES DEVAM ESTAR ARMADOS!
 Boa! Diretor DA PPP!

19 comentários:

  1. Sei que muitos irão criticar e achar um absurdo o que postarei aqui mas, mesmo assim o farei.
    Todos nós sabemos que esta escolta em hospitais é extremamente perigosa e, se for deflagrado um resgate, dificilmente conseguiremos evitar com esta escolta que é praxe nestas condições, dois por um, evitar que os criminosos concretizem seu intento.
    Infelizmente, já por várias vezes, testemunhei a escolta de presos do interior que deveriam ser internados em unidades de saúde de Belo Horizonte e, quando ocorre a troca de Agentes, os da Capital infelizmente, parece que não levam a sério a profissão; quando não estão desuniformizados, estão barbudos e cabeludos. Aí eu fico me perguntando: Será que não é chegada a hora de refletirmos o que queremos realmente para nós? É lógico que estes Agentes não refletem o todo da Capital, mas certamente não existe fiscalização destes indivíduos. No interior cobra-se de tudo. Uniforme, barba, cabelo, postura, etc. e na metrópole??? Pode tudo? Não estou citando isso por causa do ocorrido. Talvez os ASP'ens rendidos aí estivessem atentos e tudo, mas devemos levantar esta discussão para a melhora de nossa classe. Qual treinamento temos para tais escoltas? Quantas vezes um ASP'en tem treinamento de tiro com uma PT 40? Qual o nível de aptidão, estas escoltas possuem, para responderem com qualidade à um confronto armado? Vejo muitos pleitos realizados por nossa classe. Acho corretíssimo lutar por direitos mas, é louvável também, reconhecermos que temos que melhorar. aperfeiçoarmo-nos cada vez mais, para aí sim, buscar cada direito que for legítimo, sobre uma plataforma chamada COMPETÊNCIA.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se com a escala atual os agentes já dormem.. Nessa nova escala absurda vão ibernar...

      Excluir
    2. Seus posicionamentos são um tanto quanto confusos. Não conhece o teor dos fatos no caso concreto e já faz juízo de valor julgando o todo pela parte. Estudo um pouco mais, caro pseudo entendido!

      Excluir
    3. Uai... Agora até a barba e o cabelo do guarda tem culpa em arrebatamento de preso? Tenso...

      Excluir
    4. Meu déus!!! Quanta idiotice de um zé ninguém que se acha intelectual.Então quer dizer que se os agentes estivessem devidamente barbeados,com os cabelos cortados e uniformizados não haveria o resgate??? Ah,para de "viajar na maionese",o infeliz!!!O que tem haver barba,cabelo cortado e uniforme com o resgate,seu "zé ruela"???Você deve ser um desses frustados que sempre sonhou com o militarismo,mas não teve competência,seu frustado!!!E agora vibra com essa merda de militarismo que alguns querem implantar no sistema (farda,cabelo cortado,coturno engraxado etc...).Oh meu filho!!!Somos regidos pelo ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS DE MINAS GERAIS,e não por regime militar,Aliás,enquanto quase todos os seguimentos da sociedade pedem por uma desmilitarização da Polícia Militar,pessoas como você querem militarizar o sistema,aff!!!É por essas e outras,que os "marajás calças curtas" do ar condicionado lá na secretaria querem nos impor escalas desgastantes e outros mandos e desmando,com o único objetivo de ferrar com os que realmente trabalham no sistema,como fazem o alto comando da PM,ferrando com os trabalhadores da base naquela instituição.Na PPP,aqui em Neves,já aconteceu,certa vez,de uma viatura comparecer a unidade para pegar os nomes dos agentes que estavam de plantão na equipe noturna,por ordem do coronel.Hora!!!O mesmo deve ter visto os agentes portando essas ridículas boinas como parte do fardamento e com a soberba de sua autoridade quase sobrenatural que sua patente lhe reserva,achou que seriamos subordinados a eles.Ah tá de brincadeira viu!!!

      Excluir
    5. Não vou emitir a devida resposta para você que consegue escrever "deus". Mas em momento algum companheiro, baixei o nível da discussão ou disse que a culpa do resgate teria sido barba ou cabelo. Certamente não sou intelectual, mas tenho muito tempo de Sistema e já estou legal destes camaradas metidos a bichão como você. Faz uma coisinha, primeiro aprende a escrever e interpretar um texto, depois, cria um pouco de educação aí sim, talvez, eu dispense um pouco de tempo para tentar argumentar com você.
      Abraço

      Excluir
  2. O colega ta certo.ta uma vergonha. Pelo o que foi relatado, foi muito barulho e gritos pó Mingau, o vulgo do noiado, e os agentes não perceberam nada.. Tem que rever mesmo. Também os asp so tem 38 em escolta hospitalar. Bateram muito nos guerreiros, se forem presos, eles dão um jeito de esconder os vagabundos pra não sofrerem na cadeia. Aiai

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Brother, qual é o problema de um agente estar com a barba e o cabelo grande??? Vc quer saber de uma coisa?
    A coisa mais fácil é fazer um resgate de preso em um hospital qualquer de Belo Horizonte ou de qualquer cidade de Minas.Basta ter vontade e ousadia. E não adianta falar que vc tá ali com uma .40 na mão que vai adiantar alguma coisa não pq não vai! Numa situação dessas, ou vc ajoelha no chão e pede a Deus pra não morrer ou vai pro saco!! Trocar tiro como? vc está num local cercado por bandidos e foi surpreendido com o efeito surpresa. Ou vc saberia que o porteiro já tinha sido rendido? É óbvio que não. Os bandidos é que não sabem da fragilidade que é fazer uma escolta de hospital, senão seria pior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E vou além disso.
      Na minha humilde opinião de servidor subalterno, escoltas hospitalares deveriam ser feitas por servidores À PAISANA, com trajes adequados e discretos, e colete apropriado por baixo da camisa, o que tornaria o resgate um pouco mais complicado, pois fica muito mais fácil render agentes fardados de surpresa em um hospital, e neste caso, o poder de reação é próximo de zero. Mas como os "iluminados" entendem e aplicam o contrário, paciência.

      Excluir
    2. É verdade brother!! mas como isto aqui é Brasil, fazer o que né?

      Excluir
  5. Acho que consegui levantar a discussão aqui...então vamos lá.
    Um dos colegas acima ironizou escrevendo que "... barba e o cabelo do guarda tem culpa em arrebatamento de preso?" . É óbvio que não meu amigo, mas existe as tais regulamentações para isto. Durante muito tempo ouvi um discurso de que o Agente não possuía uma identidade e aí, quando esta identidade é adquirida, ninguém quer andar fardado, acham um absurdo ter que se barbear todos os dias, etc. Na minha humilde opinião, isto reflete a postura do profissional. O que vemos hoje, é muita gente reclamando e poucos trabalhando com seriedade...
    Outro companheiro citou " juízo de valores". Meu caro, esteja certo que isto não faço nunca e, se ler nas entrelinhas, vai perceber que fiz uma clara referência sobre os envolvidos na ocorrência. Continuando, concordo em partes com o anônimo das 18:04 e 18:41. Há muito problema no Agente estar com cabelo grande e de barba. Por um simples motivo; Existe regulamentação para o contrário. E mesmo que não existisse, qualquer um, em sã consciência, sabe que é no mínimo ridículo, o cidadão fardado, com barba e cabelos compridos. Talvez fosse melhor se alistar em algum exército árabe, aí ficaria padrão. Quanto a fazer escoltas a paisana, descordo também. Hoje o Sistema possui o uniforme, então não faz sentido trabalhar sem o mesmo. Acho que aí o caso não é o uniforme, mas a falta de Agentes como citou um outro colega. Quando vc cita que bandidos utilizam-se do efeito surpresa e arrebatem facilmente presos em qualquer lugar de Minas, concordo plenamente e, na minha postagem, citei isso. Mas daí a dizer que não é pra reagir. Ora meu caro, então vou te dar um conselho: NÃO FAÇA ESCOLTAS. Porque não tem sentido. O papel da escolta não é ser acompanhante de preso. É a tutela do indivíduo. Se ao se deparar com uma situação, em que vc pode optar pela reação ou a entrega , e vc simplesmente se ajoelhar e deixar a bandidagem fazer o que quer, sinto lhe dizer que vc está na profissão errada. Não sei, talvez tenha interpretado errado sua colocação, desta feita, peço que continue no debate, que é salutar não apenas para nós, mas para todo o Sistema Prisional. Deixarei aqui um CLICHÊSINHO hollywdiano: " É PREFERÍVEL MORRER DE PÉ DO QUE VIVER DE JOELHOS."
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brother, é óbvio que vc não vai ajoelhar literalmente falando. Eu quis dizer: "perdeu"...e nesse caso vc já tá rendido. É o que aconteceu.

      Excluir
    2. Com ctza Vc vive de realidades inexistentes... O fator SURPRESA sempre é fundamental e estará do lado do ladrão. Unica forma de evitar o resgate é colocando guarda nas portarias... Se fikarem só no quarto, já era. Temos sorte que os ladrões pensam que somos bem equipados e treinados. Se soubessem da realidade, ai de nós. .. Tb sou a favor do guarda a paisano em escolta. Vão pensar que é a PC e não vão nem chegar próximo. Barba e cabelo grande no sistema prisional já. Militarismo é na Preo Maré. ..

      Excluir
  6. Tem muito mais coisas que a secretaria deveria se preocupar além de simplesmente um fardamento. E isso não está sendo feito!!

    ResponderExcluir
  7. Tudo bem anônimo ds 20:21, caso não dê pra reagir, concordo com vc (somente neste caso). Anônimo das 20:46, entra para a PC então, porque acredito que não irão abolir o fardamento do Sistema e, querendo ou não, vc tem que usar. E, sinceramente não acredito que bandidos não tentam a sorte porque "pensam que somos bem treinados", prefiro acreditar que na maioria das escoltas da SUAPI, a postura do Agente, mesmo com todas as contrariedades desta pasta, são extremamente profissionais, e isto sim, inibe ações dos vagabundos.
    Finalmente, anônimo das 20:22, a questão do fardamento aqui apontada, é apenas a ponta do iceberg. Também não me importo se amanhã ou depois, baixarem mais uma das inúmeras regulamentações e retirarem nosso uniforme. Não é esta a questão principal. O que quero provocar aqui, é a conscientização que, mesmo sabedor que estamos sendo conduzidos por gestores mal preparados, há de se começar também a refletir sobre nossa classe como um todo. Olhem pra realidade que nos cerca. Briga de efetivos com contratados. Briga de grupos dentro das próprias Unidades. Descumprimento explícito de normas básicas, como as já citadas. Creio que não se faz uma classe forte desta forma. A César o que é de César. Estou plenamente de acordo com as lutas pelas melhorias. Lutas reais e legais, não esta viagens que costumam aparecer. Quero o meu direito respeitado e preservado. Mas, antes de tudo, sou consciente de meus deveres e, quando entrei nesta profissão, tinha plena capacidade de avaliar os riscos, as mazelas e, consequentemente, as consequências de minha decisão. A Secretaria tem que se preocupar com muitas coisas sim. Tem que para com estas assunções irresponsáveis, onde se maquia a instalação, geralmente carceragens antigas da Polícia Civil, coloca meia dúzia de Agentes totalmente despreparados para trabalhar e desprovidas de armamentos , vtrs, etc. Tem que parar com estas indicações de Diretores apadrinhados políticos, que chegam nas Unidades e as transformam em verdadeiros infernos para os funcionários. Tem que montar um grupo de fiscalização, que fiscalizem todas as Unidades, fazendo pesquisas de satisfação e qualidade. Grupos estes formados por profissionais do Sistema, não por panelinhas. Concordo sim, que a Secretaria deva se preocupar com outras coisas, mas acho também que NÓS, todos, também devamos nos preocupar em sermos mais profissionais, a despeito de tudo e de todos. Só assim, com inteligência e seriedade, conseguiremos ser ouvidos por estes engravatados que nos veem como fantoches, COMO O ELO FRACO E DISPENSÁVEL DA SEGURANÇA PÚBLICA ( mesmo que não nos constem na CF, somos sim, Segurança Pública).
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Ordem ilegal não se cumpre! Onde já se viu fazer escolta desarmado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pseudo Diretor tem que ser responsabilizado! INCOMPETENTE!

      Excluir
    2. Quem é esse DG?

      Excluir