terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Governo estuda novo modelo de segurança pública para o país.


12/01/2015 09h56

O vice-coordenador do Núcleo de Estudos sobre Violência e Relações de Gênero da Unesp, Cláudio Edward dos Reis, discute a proposta de integração das polícias Civil e Militar com as polícias Federal e Rodoviária, os Bombeiros e as Forças Armadas.

O que vai mudar no perfil da segurança pública do Brasil no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff? A intenção do governo federal é fazer a integração na área a partir do modelo adotado na Copa do Mundo, quando foram instalados centros de comando e controle integrados, que permitiram a articulação de ações das polícias Militar e Civil dos estados com os Bombeiros, as Forças Armadas e as polícias Federal e Rodoviária Federal.
O Executivo já começou a dar os primeiros passos rumo ao processo de integração da segurança pública no país. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, se reuniu com os governadores do Sudeste para planejar operações integradas entre os quatro estados e a União.
E, no novo Congresso, que vai ser empossado no dia 1º de fevereiro, a segurança pública vai estar entre as prioridades da pauta legislativa de 2015. Uma série de projetos de lei e de propostas de emenda à Constituição em tramitação na Câmara e no Senado muda o modelo de segurança pública do país.
A presidente Dilma Rousseff deverá enviar ao Congresso Nacional uma proposta de emenda à Constituição tornando a segurança pública um papel, também, do governo Federal e dos governos municipais. Hoje, esse papel pertence aos governos estaduais.
Para discutir o assunto, o Com a Palavra... entrevistou o vice-coordenador do Núcleo de Estudos sobre Violência e Relações de Gênero da Unesp, Cláudio Edward dos Reis. Ele reconhece a necessidade de mudar a Constituição no tocante à segurança pública, e acredita que o modelo adotado na Copa do Mundo de 2014 pode ser estendido, com resultados eficazes, para todo o Brasil.
Apresentação – Lincoln Macário e André Giusti

FONTE:http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/radio/materias/COM-A-PALAVRA.../480278-GOVERNO-ESTUDA-NOVO-MODELO-DE-SEGURANCA-PUBLICA-PARA-O-PAIS.html

2 comentários:

  1. Nada do sistema prisional, vontade politica nenhuma, asp em minas so paga docinho pra ladrão

    ResponderExcluir
  2. GENTE NINGUEM FALA DO SISTEMA PENOSO,SERA POR QUE EM ?SERA QUE NÃO FAZEMOS PARTE DA SEGURANÇA PUBLICA,ATE QUANDO VAMOS VIVER DE MIGALHAS DORMIDAS DO SEU PÃO,ACORDA SISTEMA MOSTRA SUA CARA,QUERO VER QUEM PAGA PRA GENTE SE DAR BEM,SISTEMA QUAL É O SEU NEGOCIO.SINCERAMENTE CANSEI,DE AGORA EM DIANTE SO QUERO SABER DO QUINTO DIA UTIL E DE FAZER MEUS BICO,CHEGA DE SER TRATADO PIOR DO QUE BANDIDO,AGORA EU VI QUE FILHO BASTARDO REALMENTE NÃO TEM VEZ,FILHO FORA DO CASAMENTO NUNCA SERA RECONHECIDO,É ASSIM QUE TODOS NOS VEEM.

    ResponderExcluir