terça-feira, 13 de janeiro de 2015

SINDASP-MG apresenta cenário e reivindicações do Sistema ao novo Secretário de Defesa Social.



O SINDASP-MG se reuniu, pela primeira vez, com o novo Secretário de Estado Defesa Social, Bernardo Santana de Vasconcellos, e com o Secretário Adjunto, Delegado Rodrigo de Melo Teixeira, na manhã desta terça-feira (13).O encontro foi agendado pelo Vereador de Unaí, Eugênio Ferreira, que participou juntamente com o Agente Penitenciário, Genivaldo Brunelli. O Sindicato esteve representado pelas figuras do Presidente, Adeilton Rocha, e do Diretor Executivo, Carlos Nogueira.
Em uma conversa franca e produtiva, a reunião seguiu dentro do foco de interesse que era o de apresentar e contextualizar o cenário do Sistema Prisional, apresentar o Sindicato e a estrutura representativa da classe e abrir um espaço de diálogo entre as partes. Na ocasião, o Secretário também apresentou algumas ações que devem ser tomadas em sua gestão a fim de melhorar o sistema.
Bernardo deu início à reunião apresentando sua equipe e sua trajetória e disse ter levantado um diagnóstico para ficar a par da situação da Segurança Pública e então direcionar e definir suas ações.
Em seguida, a palavra foi passada para Eugênio que sugeriu que um agente de carreira assuma a Subsecretaria de Administração Prisional (SUAPI): “esta é uma área técnica, precisamos de alguém que conheça o Sistema”, ressaltou. Além disso, o vereador apresentou o cenário do Sistema Prisional e falou sobre a situação dos contratados que passam por demissões.
Adeilton também assumiu a palavra e concordou com a fala do vereador Eugenio em dar a oportunidade a um agente de carreira de gerir o Sistema Prisional Mineiro: “apenas nós, agentes de carreira, temos a capacidade técnica e o conhecimento de causa necessário para assumir um sistema tão complexo”, enfatizou.
Em seguida, o Presidente do Sindicato entregou ao Secretário dois documentos reivindicações do sindicato e da classe. O primeiro trata da necessidade de se manter um contato constante entre o Sindicato e a Secretaria: “queremos que a Secretaria esteja de portas abertas para a categoria”, afirmou.
Já o segundo apresenta o cenário e as necessidades do Sistema Prisional com as reivindicações da classe. “Temos um grande déficit de agentes e superlotação nas penitenciárias. A substituição dos contratos pelos concursos não supre a necessidade de efetivo, precisamos aumentar o quadro de servidores”, disse Adeilton se referindo a uma das principais reivindicações da categoria. Além disso, também foi pedido ao Secretário apoio à Lei Orgânica, o Projeto de Lei 5495/2014 que trata da carreira dos Agentes de Segurança Prisional.
Após ouvir as contextualizações e necessidades do Sistema, o Secretário se comprometeu a ajudar a classe, a apoiar a aprovação da Lei Orgânica, a manter as portas abertas e trabalhar junto com o Sindicato na melhoria do Sistema Prisional. Além disso, expôs algumas propostas que serão apresentadas ao governador como a de criar uma Superintendência Executiva para coordenar a gestão junto às outras superintendências, fundir as Subsecretarias de Políticas sobre Drogas e a de Atendimento às Medidas Socioeducativas, e criar um curso de capacitação para os agentes contratados que tenha peso de título para os concursos da SEDS a fim de aproveitar a experiência destes agentes. As propostas serão apresentadas ao governador ainda nesta terça-feira.

FONTE:http://www.sindaspmg.org.br/index.php?pag=noti&id=159

8 comentários:

  1. ENGRAÇADO,TENHO A IMPRESÃO DE JA TER OUVIDO ISTO NA GESTÃO PASSADA,COMO O SECRETARIO OUVIR E SER SOLIDARIO AS REIVINDICAÇÕES DO SISTEMA,FALAR QUE IA SE EMPENHAR JUNTO AO GOVERNADOR PELA MELHORIA E O FORTALECIMENTO DA TÃO SOFRIDA CLASSE E NO FINAL NEM SATISFAÇÃO DEU,ENGRAÇADO TAMBEM É NÃO VER A PARTICIPAÇÃO DO PRIMEIRO DEPUTADO AGENTE ELEITO PELA CATEGORIA NA REUNIÃO,SERA POR QUE?JA ESTA COM MEDO DE SE QUEIMAR OU JA VIROU AS COSTA PARA A CATEGORIA,LEMBRE QUE DEPOIS DE QUATRO ANOS TEM QUE PEDIR NOVAMENTE,VAMOS MOSTRAR SERVIÇO PESSOAL,O SINDICATO COMEÇE A SER MAIS DECISIVO MOSTRE O VALOR DA CLASSE.

    ResponderExcluir
  2. caro moderador do blog, favor apagar esta postagem das 20:35. Já somos tradados como o lixo do estado e esse cidadão faz esse favor pra nós publicando isso. É foda!

    Não ao pl 5495!

    ResponderExcluir
  3. Wemerson Formiga/MG13 de janeiro de 2015 23:49

    Pedir apoio ao projeto de Lei Orgânica do jeito que está está é no mínimo jogar explicitamente contra a classe, deveria-se pedir a retirada do atual projeto e elaboração de um novo.

    ResponderExcluir
  4. Nunca mais uma greve, os asp se acovardaram, todo mundo na moita so esperando a especial.

    ResponderExcluir
  5. Aamigos, vou ser razoável e realista em meu comentário: NÃO EXISTE AGENTE PENITENCIÁRIO EFETIVO OU CONTRATADO COM CACIFE PARA ASSUMIR A SUBSECRETARIA. Me perdoem aqueles que vivem se iludindo mas, infelizmente, nossa classe é tomada de um amadorismo hediondo. Vejam por si só, e tomem como exemplo; OS ATUAIS QUE COMANDAM A SEGURANÇA FIZERAM ALGUMA DIFERENÇA PARA O SISTEMA? Pelo amor de Deus gente, vamos ser práticos. Nossa categoria fica reivindicando coisas que, por enquanto não são viáveis. Eu acredito que há pessoas capazes dentro do Sistema, mas que devem ser talhadas para tal ofício. Não possuem a maturidade necessário para envergarem tão importante função neste momento... Acho uma boa opção, nomes como Agílio Monteiro e, num segundo momento, Hamilton Mitre. Prefiro Agílio porque ele é o grande idealizador deste Sistema que vivemos hj. O pessoal das antigas sabem disso. O Hamilton trabalhou pela classe. Não que tenha feito nada de incrível, mas, inteligentemente, soube levar a classe para o seu lado, utilizando todos os recursos que lhe eram disponibilizados, em prol dos ASPens. Posto isso, também gostaria de, um dia, ver um igual, ocupar o maior posto em nossa classe. Um dia... Abraços

    ResponderExcluir
  6. Depois daquela Resolução sobre o fardamento, elaborada por ASP's de carreira que nos "militarizou ás avessas", estou quase concordando com o colega do comentário acima quando diz que não tem ninguém de competência p assumir a sub, ao invés de trabalharem p melhorar nossas condições de trabalho os próprios colegas de carreira fazem questão é de piorar as coisas. Ao invés de evoluirmos, estamos retrocedendo a cada dia q passa. Não vai demorar muito p nos obrigar atraves de um memorando, portaria ou resolução s fazermos ordem unida, marchar, fazer continência, prisão administrativa. Isso é simplesmente lamentável.

    ResponderExcluir
  7. é melhor ficar do jeito que está do que com esta lei orgânica que foi proposta. Este texto que propuseram é uma herança madita da seplag, que rechaçou todas as reinvidicações da categoria.

    ResponderExcluir
  8. E A DESGRAÇA DA PRODUTIVIDADE, NINGUÉM VAI QUERER MAIS NÃO ????

    ResponderExcluir