domingo, 29 de março de 2015

Presos em Rondônia recebem tratamento com ayahuasca

Divulgação / Acuda
Presos de Rondônia após terapia alternativa com argila
Renato Santiago, de Exame.comSão Paulo — O estado de Rondôniaostenta a triste marca de um dos sistemas prisionais mais violentos do Brasil. Rebeliões das mais sangrentas aconteceram em suas cadeias, como a de 2002 que terminou com 27 presos de Urso Branco massacrados e o Brasil denunciado à OEA (Organização dos Estados Americanos) por violações aos Direitos Humanos.É neste cenário que começou a atuar a ONG Acuda, que tem dado a presos do estado tratamento com ayahuasca. A bebida, feita com plantas amazônicas, é alucinógena e famosa pelo seu uso nos rituais do Santo Daime.Muitas pessoas no Brasil acreditam que presos devem sofrer, passando fome e privações. Essa lógica impulsiona um sistema em que os presos voltam para a sociedade pior do que eram quando entraram na cadeia”, diz ao New York Times a psicóloga Euza Beloti.
Eu finalmente percebi que estava no caminho errado. Cada experiência [com o chá] me ajuda a me comunicar com minha vítima e pedir perdão”, afirma Celmiro de Almeida, condenado por homicídio, ao New York TimesMas a ayahuasca não é a única terapia alternativa que a Acuda leva aos presos de Rondônia. A ONG atua nos presídios desde 2002 e apenas em há dois anos começou a utilizar a ayahuasca. Reiki, yoga, massagem, banho de argila são alguns dos outros métodos adotados para ajudar na ressocialização.

3 comentários:

  1. PODIA DAR UM BANHO DE PORRADA NOS VAGABUNDOS E NESTES COMEDIAS DESSA ONG,CHEGA DAR VERGONHA DE SER AGENTE E MORAR NESTA BOSTA CHAMADA DE brazil.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com vc sistema prisional no Brasil só sabe é sacanear agente a Suapi autoriza ladrão a fazer faculdade e o agente não pode sair para estudar vergonha classe de agente da vergonha.

    ResponderExcluir
  3. Deveriam da um banho de gasolina nesses lixos,depois riscar um fósforo e jogar em cima deles!..

    ResponderExcluir