domingo, 12 de julho de 2015

Home / Crimes / Homem atira e tenta matar Agente Penitenciário em Itabira

Homem atira e tenta matar Agente Penitenciário em Itabira

Agente-tiro-carro (3)Um Agente Penitenciário acionou a Policia Militar após um homem efetuar um tiro contra seu veículo com o intuito de matá-lo.
Agente-tiro-carro (1)Itabira/MG – O registro de boletim de ocorrência da Policia Militar foi configurado como “homicídio tentado” contra Agente Penitenciário. O crime ocorreu em plena luz do dia. Por volta de 12h30 deste sábado, 11 de julho, um dos três ocupantes de um Gol efetuou um tiro contra o carro de do agente penitenciário.
Em conversa com Militares o agente penitenciário (que vamos preservar o nome), relatou que estava conduzindo seu veículo um Corsa Classic, cor prata, pela rua Padre Santo Saez, no bairro Eldorado, quando de repente no sentido contrário emparelhou um veículo Gol “G3” de cor prata, não sabendo informar a placa de identificação, que estava com três ocupantes.
Agente-tiro-carro (2)Naquele momento o agente percebeu que um dos ocupantes passou uma arma de fogo – não sabendo informar qual tipo e nem o calibre – para um dos comparsas que com a arma em punho gritou: “vai morrer”. Num ato contínuo foi efetuando um disparo em direção do agente, acertando assim o meio da porta dianteira lado do motorista. Após o tiro o motorista do Gol acelerou, fugindo rapidamente do local e seguindo sentido a Avenida Mariana e parte baixa do bairro Jardim das Oliveiras.
Acionados, várias guarnições da Policia Militar foram para a região e realizaram intenso rastreamento com intuito de localizar os autores, sendo o nome de um deles constado na ocorrência. Durante as buscas dos militares, nenhum suspeito foi localizado.
Em seguida a perita técnica Beatriz, da Policia Civil de Itabira, compareceu ao local dos fatos e realizou os serviços de praxe no carro do agente penitenciário.
Plantão Policial

2 comentários:

  1. Se o agente estivesse armado estaria preso, pois essa Suapi de merda não ampara o agente nas dificuldades, nem quando o agente faz um bom serviço é visto com bons olhos.

    ResponderExcluir
  2. Estes atentados contra agentes penitenciários, mostram o quanto a classe é frágil e desrespeitada. A incidência deste tipo de crime tipo de crime contra policiais, é bem menor. E, infelizmente, a polícia federal dificulta a concessão de arma de fogo para os agentes prisionais. Até quando esta fraqueza vai perdurar? Quantos colegas de profissão, teremos que enterrar para que o poder público valorize e dê respaldo para os servidores do Sistema Prisional?

    ResponderExcluir