quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Detentos combatem a dengue em Ribeirão das Neves

Um grupo de dez presos do regime aberto do Complexo Penitenciário José Maria Alkimin, de Ribeirão das Neves, no Território Metropolitano, está realizando desde esta segunda-feira, 15.02, a limpeza urbana de ruas do município com maior índice de incidência de dengue. A empreitada é fruto de parceria entre a unidade prisional e a Prefeitura.

As áreas de trabalho dos detentos foram selecionadas pela Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão das Neves. Nesta primeira semana, o grupo está atuando nos bairros Veneza, Florença e no Conjunto Henrique Sapori.

De acordo com o Secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano, Leonardo Hermindo Cardoso, há intenção de ampliar o projeto, com o emprego de até 70 presos. “Os que hoje já trabalham irão multiplicar os conhecimentos adquiridos. Estamos prevenindo novos casos de dengue ao atender uma das principais demandas da cidade, que é a limpeza urbana”.

Pelo trabalho, os detentos estão recebendo três quartos do salário mínimo, como prevê a Lei de Execução Penal (LEP), além de desconto de um dia na pena a cumprir a cada três trabalhados.
Outros benefícios
Além de ajudar a combater as doenças causadas pelo mosquito Aedes Aegypt, a limpeza urbana auxilia na prevenção de enchentes e de doenças transmitidas por animais, como é o caso dos roedores. Nesses dois dias, o grupo limpou a beira de um córrego. “Retiramos entulhos e animais mortos”, conta o detento Marcelo da Silva, de 34 anos de idade.
Por Dayana Silva
Crédito fotos: Divulgação Prefeitura Ribeirão das Neves

Nenhum comentário:

Postar um comentário