sexta-feira, 13 de maio de 2016

CASO DO AGENTE QUE ESTÁ PRESO NA PNH




Corleone. Boa noite. Eu gostaria de poder contar com seu apoio para publicar a versão do Agente Penitenciário aqui que foi preso. Ele foi condenado e julgado. Eu não estou dizendo que ele esta certo ou errado mas ele tem o direito também de tornar publica a versão dele. Gostaria por favor que você publicasse. A nossa classe um dia sera respeitada. mas não ainda. Luiz Fernando segue com problema na audição. Perdeu parte dela. Em anexo abaixo:

O agente Luiz Fernando estava na festa. Cara tranquilaço, gente boa, estava na festa, tinha comprado um combo de vodca. Tava ele e dois médicos.  Ele é bem de vida na cidade, tem grana, de família boa.

Ai teve discussão sobre quem era o dono deste combo. Ai começou a discussão por causa deste combo. De quem era e quem não era. A versão dos amigos dele e ele, é que é o seguinte. O cara que era grandão, dois metros de altura, parece que jogador de handebol. Ele retirou a arma da cintura e pediu o cara para afastar, como ninguém respeita arma hoje, o cara foi tentar tomar a arma dele. Ai ele foi efetuar disparos.

Ele alega que deu cinco disparos, ai o cara saiu, mais pessoas ainda tentou tomar a arma dele. Tanto que no áudio que eu te mandei ai fala que a menina queimou a mão ao colocar a mão na arma. Um fato que aconteceu que deixou a coisa mais complexa é que tinha um policial civil da homicídios.

Na versão de Luiz Fernando e do médico que estava com ele, nisso, ele pensou que estava junto com o pessoal este policial, ele efetuou dois disparos para trás, ele tem técnica, ai o policial foi e largou, ai o pessoal tentou pegar ele, ele saiu fora e deu linha.

Ai o pessoal pegou ele na estrada, ai segundo as versões ai dele mesmo, o pessoal fez altas coisas com ele, deu tiro no ouvido dele, fez muita covardia com ele, e outra, não quis levar ele na viatura da seds.


 AGENTE DE MOC.

2 comentários:

  1. Bem feito! Não sei se discussão de combo de bebidas, da direito a arrancar arma e efetuar disparos.

    ResponderExcluir
  2. Despreparo total do Agente, e outra coisa, da mesma forma que bebida e direção não combinam, bebida e arma também não.

    ResponderExcluir