segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Rebelião de presos no Ceresp

Balanço extraoficial aponta que sete internos ficaram feridos e um morreu, provavelmente por asfixia, no presídio em Ipatinga

Com atualização às 9h05 

Enviada WhatsApp Portal Diário do Aço

Rebelião começou por volta de 2h desta segunda-feia, no Ceresp
Todos os homens presos no Ceresp em Ipatinga serão transferidos, por causa dos danos causados à estrutura física do presídio na rebelião que deixou sete feridos e um morto, na madrugada desta segunda-feira (19). Apenas as mulheres deverão permanecer nas celas destinadas a elas. A informação foi confirmada pelo comando da Polícia Militar, por volta de 9h40 de hoje.

Conforme o Portal Diário do Aço acompanha desde o começo da manhã, o Ceresp de Ipatinga amanheceu cercado por equipes da Polícia Militar, por causa da rebelião de presos iniciada às 2h30 desta segunda-feira. Os presos conseguiram tomar o controle do presídio e foram todos para fora das celas. 

Às 9h, entretanto, a informação extraoficial no local era que as forças de segurança conseguiram restabelecer o controle da unidade prisional. 

Equipes da Polícia Militar foram acionadas pela segurança penitenciária, quando a situação na cadeia foi considerada fora de controle. As equipes da polícia cercaram o presídio e equipes dos Bombeiros Militares e do Samu entraram em ação. Nenhum preso conseguiu fugir. 

Os presos também colocaram fogo em tudo o que era possível de se queimar no interior da cadeia. Ainda não existe um balanço oficial sobre a situação, mas fontes no local informaram ao Portal Diário do Aço que sete presos ficaram feridos com a reação das forças de segurança do presídio. 

Um preso, identificado como Eduardo Henrique de Souza, de 24 anos, morreu. Como não há marcas de ferimentos pelo corpo, acredita-se que ele tenha inalado fumaça e morrido por asfixia. 

Foram socorridos oito presos: Sávio Cândido de Andrade Costa; Samuel Santos; Juliano José de Souza; Jhony Rodrigues de Souza; Warley Pires da Silva; Kevim Ludmax Malta; Vagner Reis Amâncio e Patrick Diniz Lopes.

Interdição

A estrutura física do presídio foi bastante danificada na rebelião e foi confirmada a transferência dos presos do sexo masculino. 

O acesso ao Ceresp permanece bloqueado a cerca de 500 metros do local. Centenas de familiares de presos foram para o local, ainda na madrugada, e passaram a manhã reclamando da falta de informações oficiais sobre feridos e o morto. Os dados foram divulgados pela PM, por volta de 9h40. 

A Polícia Militar também confirmou que o controle da unidade prisional já foi retomado e que nenhum preso estava sendo maltratado.

Já em relação ao presídio de Ipaba, não há, no momento, a confirmação de qualquer movimento de rebelião e isso foi considerado boato pela polícia e agentes penitenciários. 

Um comentário:

  1. Bom dia Senhor Corleone ! Me chamo Anchieta França, sou jornalista e recebí um pedido para tentar encontrar um Senhor já de idade que tem o nome de Raimundo santana de Oliveira, ele é natural de São João do Sabugi/RN e saiu daqui em 1958 para trabalhar nas lavouras de Goiás e/ou Minas nos antigos pau de araras dos nordestinos, é filho de Josefa Maria da Conceição e de João Santana do Nascimento, e estou via internet tentando ajudar essa família! Fica aqui um abraço de coração, se por acaso puder ajudar, Fica com Deus!
    Ele é de 1932, natural aqui de São João do Sabugi no Rio Grande do Norte, e a última vez que foi visto, ele morava aí na cidade de Campina Verde! A família espera ter contato do mesmo ou de algum familiar do mesmo. Contato : anchietafotofranca@gmail.com ou pelo facebook Anchieta França Fotógrafo.

    ResponderExcluir