sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Diretores da Penitenciária Nelson Hungria são afastados


Secretaria de Administração Prisional (Seap) informou que os dois estão sendo investigados em processo administrativo da unidade

 
    
 postado em 09/11/2016 18:51 / atualizado em 09/11/2016 23:07
Os diretores geral e de segurança do complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foram afastados dos cargos nesta quarta-feira. A Secretaria de Administração Prisional (Seap) afirmou que os dois estão sendo investigados em um processo administrativo da unidade prisional. 

No início da tarde, circulou a informação de que Luiz Carlos Danuzio e Alexandre Patrício do Nascimento haviam sido presos, o que foi desmentido em nota. “Não houve prisão. Os dois foram afastados por causa de uma investigação”, confirmou o presidente da Comissão de Assuntos Carcerários da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MG), advogado Fábio Piló. 

Na nota, a Seap afirmou que a apuração é por causa de assuntos internos na unidade. “ Por decisão da Subsecretaria de Segurança Prisional, houve o afastamento preliminar dos servidores do Complexo Penitenciário Nelson Hungria (CPNH), Luiz Carlos Danuzio e Alexandre Patrício do Nascimento, dos cargos de diretor-geral e diretor de segurança, para adequada avaliação dos atos de administração no âmbito do CPNH, sem qualquer vinculação a questões pessoais”, disse.

2 comentários:

  1. e ai Corleone... qual a sua opinião?

    ResponderExcluir
  2. Até que em fim em corleone pensei que vc estava participando do esquema de venda de transferencia de agente ops...transferencia de presos. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir