sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

DECLARAÇÃO DO BRUNO - FILHO DO DEPUTADO CABO JULIO É TEMA DE DISCUSSÃO



'Tinha que fazer uma chacina por semana', diz secretário de Temer
Segundo o jornal "O Globo", político mineiro, filho de Cabo Júlio (PMDB), afirmou que mais presos deveriam ter morrido nos massacres no Amazonas e em Roraima
Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra

Cabo Júlio e seu filho, Bruno, que é Presidente Nacional da Juventude do PMDB
PUBLICADO EM 06/01/17 - 21h09
DA REDAÇÃO
As quase 100 mortes nos presídios na região Norte do país que ocorreram nesta semana parecem não ter sido suficientes para o secretário Nacional de Juventude do governo Michel Temer. Ao comentar sobre as chacinas no Amazonas e em Roraima, Bruno Moreira Santos, mais conhecido como Bruno Júlio, filho do deputado estadual Cabo Júlio (PMDB), disse que mais pessoas deveriam ter morrido, segundo o jornal "O Globo".
"Eu sou meio coxinha sobre isso. Sou filho de polícia, né? Tinha era que matar mais. Tinha que fazer uma chacina por semana", disse. A afirmação foi divulgada nesta sexta-feira (6) pela coluna "Panorama Político".
Bruno é investigado por agredir a mulher em Belo Horizonte. Segundo a Polícia Civil, em outras duas investigações, ele foi acusado de lesão corporal pela ex-mulher e de assédio sexual por uma funcionária.
Em Manaus, no Amazonas, quase 60 presos foram mortos durante uma rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), que começou no início de domingo (1º) e chegou ao fim na manhã de segunda-feira (2), após mais de 17 horas de duração.
Já em Boa Vista, capital de Roraima, ao menos 33 mortes foram registradas na madrugada dessa sexta na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (Pamc).


Um comentário:

  1. Este Bruno Júlio apesar de ser sincero é desprovido de massa encefálica cinzenta!

    ResponderExcluir