terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Presos amarram o agente e fogem da cadeia pública de Além Paraíba


  RSS  
Não há informações sobre o paradeiro dos presos que fugiram após renderem o carcereiro
Não há informações sobre o paradeiro dos presos que fugiram após renderem o carcereiro
Três detentos da cadeia pública de Além Paraíba (68 km de Cataguases) fugiram nesta manhã de segunda-feira, 02 de janeiro. A fuga aconteceu por volta das 6h30min quando o único Agente responsável pela guarda dos presos que estava de serviço foi até uma das celas liberar aqueles que estão no regime semiaberto para poderem trabalhar, segundo informou um profissional da área ouvido pelo Site do Marcelo Lopes.

De acordo com a mesma fonte a Cadeia Pública de Além Paraíba deverá ser fechada até o dia 21 de março, caso não seja assumida pelo SUAPI - Subsecretaria de Administração Prisional - responsável pela administração dos presídios em Minas Gerais. Enquanto isso não acontece o local vem colecionando fugas. Só nos últimos meses já teriam ocorrido mais de dez, segundo informou. O caso, acrescentou, estaria nas mãos do Ministério Público aguardando uma definição.

A fuga desta manhã aconteceu no momento em que o carcereiro foi até uma das celas para liberar os detentos do regime semiaberto. Neste momento ele foi rendido pelos presos por um golpe conhecido por "mata leão" mas não chegou a ficar inconsciente, de acordo com este informante. Ele foi amarrado e trancado na cela onde estavam e saíram em seguida trancando os portões que dão acesso ao corredor da cadeia e ao pátio interno. O trio pegou as chaves do carro do agente, um VW Fox, prata, que foi usado na fuga. O veículo está desaparecido e até o momento a Polícia não tem pistas sobre os foragidos, conforme apurou a reportagem.

Os foragidos são: Iago de Oliveira Santos, 24 anos, que confessou ter participado, no último dia 22, de um homicídio em Angustura, distrito de Além Paraíba. Os outros dois, que seriam mais experientes, e de acordo com a fonte ouvida pelo Site, teriam planejado a fuga. são Warlei Prata, 34 anos, e Nilson Batista Calazans, 42 anos. Eles foram presos pela Polícia Rodoviária Federal, em Além Paraíba no dia 29 de novembro com mais de R$2,5 milhões em cheques e levados para a cadeia pública daquela cidade. O delegado local, porém, já havia pedido a transferência deles para um presídio, de acordo com esta fonte e aguardava apenas a autorização. 
Fonte: Com informações e fotos do Blog Adenilson Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário