terça-feira, 9 de maio de 2017

Agente penitenciário é preso após agredir advogado que era levado ao presídio em Montes Claros


Advogado foi preso por embriaguez ao volante e ainda estava sob custódia da Polícia Civil; investigadores presenciaram as agressões na sala de triagem e prenderam o agente.

Um agente penitenciário, de 24 anos, foi preso nesta segunda-feira (8) por agredir um preso no Presídio Regional de Montes Claros, no Norte de Minas. De acordo com o boletim de ocorrência, as agressões aconteceram na sala de triagem da unidade prisional.
A Polícia Civil afirma que a vítima é um advogado, de 44 anos, que foi preso por embriaguez ao volante na madrugada desta segunda-feira. Após ser ratificado o flagrante do advogado, investigadores da PC o levaram até o presídio, mas antes de transferir a responsabilidade de custódia do preso, o agente iniciou as agressões com tapas e chutes. O advogado ainda apresentava sintomas de embriaguez e ao levar um tapa bateu a cabeça na parede e desmaiou.
Os policiais civis acionaram a direção do presídio e analisaram as imagens das câmeras de segurança, que registraram as agressões ao preso. O agente foi preso e encaminhado à delegacia de plantão, mas, até o início da noite desta segunda-feira, ele ainda não tinha prestado esclarecimentos à delegada.
G1 entrou em contato com Secretaria de Estado e Defesa Social (Seds), mas até a publicação desta matéria, não obteve retorno. O Sindicato dos Agentes Penitenciário afirmou que só irá se pronunciar após a instauração do procedimento administrativo e que irá auxiliar a defesa do agente penitenciário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário