segunda-feira, 29 de maio de 2017

Capelão da PCMG Reinaldo Braga,relatando sobre o evento ocorrido no CERESP GAMELEIRA.


Veja o comentário do capelão:
QUEM AVISA AMIGO É : Hoje fiquei chocado em saber da ação da PM no CERESP DA GAMELEIRA, o motivo do choque é que não há necessidade de uma FORÇA PUBLICA fiscalizar a outra, todas são independentes em Comando, Chefia e Coordenação, todas tem suas Corregedorias, todas tem seu SERVIÇO DE INTELIGENCIA, se algum Agente de uma dessas FORÇAS sair da linha ou cometer delitos, é um assunto estritamente interno da FORÇA,  cujo Agente pertence. O SISTEMA PRISIONAL foi desmoralizado,  o pior é que fizeram questão de por na mídia, sabemos que a PM já não é  muito simpática do Agente Prisional e os Agentes da PC. Quero deixar claro às autoridades políticas e ao nossos Delegados aos quais me subordino pela hierarquia, que este desabafo é pessoal, e sendo eu Capelão Oficial da Associação dos Servidores da Polícia Civil e atendendo a todos os policiais independente de serem Associados ou não conforme determinação do nosso Presidente Lacerda, me acho no direito de expressar meu pensamento que me é garantido pelo Artigo 5º da Constituição da República/88,  e repudio toda ação de uma FORÇA PÚBLICA contra a outra. O engraçado que só se exerce os direitos do cidadão previstos na Constituição/88 com os bandidos, com os Agentes da Lei aqueles que preservam esses direitos a todos, ninguém cumpre se acham no direito de passar por cima dessa Constituição, o que aliás já virou moda. Precisamos ter cuidado com essas atitudes,  sejam de que autoridade for, por que senão daqui a pouco estão mandando a PM dar vistoria em Delegacia de Polícia, tem que ter  alguém um Secretário de Estado, um Coronel PM, um Delegado Geral, um Promotor, um Juiz  com bom senso para evitar esse tipo de ação, o país já está em péssimas condições morais, políticas e econômicas e ainda aparecem os desavisados desses pra fomentar discórdia entre as FORÇAS PÚBLICAS. Só Jesus na causa !
Reinaldo Braga; Capelão da PCMG.

Nenhum comentário:

Postar um comentário