segunda-feira, 10 de julho de 2017

Mãe de assaltante desabafa após filho ser agredido por vítima: 'Nada justifica'


Dupla foi agredida ao tentar roubar a carga de um caminhão em Praia Grande, no litoral paulista. Familiares dos criminosos queriam registrar boletim de lesão corporal, mas não conseguiram.


A mãe de um dos suspeitos de tentar roubar a carga de um caminhão e ser agredido pelas vítimas do assalto, em Praia Grande, no litoral de São Paulo, diz estar "revoltada" e preocupada com o filho, cujo o caso repercutiu nas redes sociais. Na delegacia, ela tentou fazer um boletim de ocorrência de lesão corporal, mas não conseguiu.
O caso ocorreu na quinta-feira (6). Erick Thadeu Pariz de Oliveira, de 23 anos, e Gregory Perciliano de Jesus, de 20, tentaram roubar com uma arma falsa um veículo no bairro Quietude. Não conseguiram, foram imobilizados, agredidos e desarmados pelas vítimas. Em seguida, acabaram presos pela Polícia Militar.
"Quando soube o que aconteceu, fui à delegacia ver meu filho. Cheguei lá e ele estava muito machucado. Ele foi espancado. Tentei registrar um boletim de ocorrência de lesão corporal. Nada justifica", disse a funcionária pública Iris Perciciliano, de 38 anos. Ela é mãe de Gregory, que já foi preso em 2014 por tráfico de drogas.
O delegado, responsável pela ocorrência, Alexandre Comin, informou que não faria o boletim, uma vez que as vítimas atuaram em legítima defesa e por terem sido ameaçadas por uma arma, que não sabiam que era falsa (simulacro). "Eu estou revoltada. Meu sentimento é de revolta, pois meu filho pode morrer por causa dos ferimentos".
Iris entende que Gregory cometeu um crime. "O que ele [o filho] fez não é certo, mas ele foi espancado. Isso não é legítima defesa mesmo. O ferimento no rosto do meu filho parece que quebrou algo, está muito feio. E o delegado ainda postou o caso na internet. Não é ético", desabafa. Por isso, ela quis representar contra as vítimas do crime do próprio filho e contra o delegado.

Erick Thadeu e Gregory Perciliano foram presos ao tentarem roubar carga de caminhão (Foto: G1 Santos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário