domingo, 27 de agosto de 2017

Presos cantam 'funk do crime' em vídeo gravado dentro do Ceresp



A Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) foi procurada por O TEMPO e informou que já identificou três dos detentos que aparecem nas imagens e investiga o caso



PUBLICADO EM 24/08/17 - 09h08

José Vítor Camilo

Siga no Twitter: @OTEMPO

Um vídeo que mostra diversos detentos em uma cela do Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) da Gameleira, na região Oeste de Belo Horizonte, cantando um funk que faz apologia ao crime e cita diversos bairros da capital e sua região metropolitana, está circulando nas redes sociais desde a noite de quarta-feira (23). A Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) foi procurada por O TEMPO e informou que já investiga o caso.

Nas imagens, é possível ver dezenas de presos, todos com as tradicionais camisas vermelhas da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) tapando o rosto, cantando uma música enquanto outro detento faz a batida com uma garrafa plástica. "O bagulho ficando doido aí, mó neurose no Ceresp. Um salve aí pro Queixinho lá do Goiânia. Tá ligado, nóis é o crime ca#%* (sic)", diz o "cantor" antes de iniciar a música.

Confira o vídeo:



"Oi vacilão não tenta não, que nóis tem mira e nunca erra. Quer caô, vai ter caô, nóis já tá pronto pra guerra (sic)", continua. Em seguida o detento cita os códigos penais 33 (tráfico de drogas) e 157 (assalto) e diz que o o bloco é "pesado aqui dentro do Ceresp".

Durante a música, os presos citam diversos bairros, como: Parque São João, em Contagem; Taquaril, na região Leste de BH; Vila Urca, na região Noroeste; Morro do Papagaio, na região Centro-Sul; e o bairro Goiânia, região Nordeste da capital mineira.

Em outros trechos, diversos crimes são citados pelos presos. "Olha só que eu te falo, toma tiro é na nuca, um salve lá para o Kennedy o cowboy da Vila Urca (...) Olha só que eu te falo, que não chega ao nossos pés, cê quer caô vai ter caô, só toma de AR-10 (...) Olha só que eu te falo, o caô vale por dez, olha que se mexer ele ranca é o seus dentes (sic)", são algumas das passagens que são consideradas apologia ao crime.

Seap já identificou três dos presos

Conforme a Seap, o Setor de inteligência e Segurança do Ceresp Gameleira já identificou três presos responsáveis pelo vídeo gravado dentro de uma das celas da unidade prisional. "Foi feito o Registro de Eventos de Defesa Social (Reds) e as investigações ficam sob responsabilidade da Polícia Civil. Os presos também passarão pelo Conselho Disciplinar do Ceresp e sofrerão sanções administrativas", completa a pasta.

Além disso, a direção da unidade irá apurar, em procedimento próprio, se houve ilícito administrativo no caso.

Fonte: http://www.otempo.com.br/mobile/cidades/presos-cantam-funk-do-crime-em-v%C3%ADdeo-gravado-dentro-do-ceresp-1.1512259

Nenhum comentário:

Postar um comentário