domingo, 27 de agosto de 2017

Sistema Penitenciário do Brasil

Imagem relacionada

Uma profissão milenar, mas no Brasil os políticos esqueceram do SISTEMA PENAL.  As intrigas políticas demarcam o abandono da carceragem e a nossa realidade aponta impunidade diante as ocorrências internas e externas dos presídios e penitenciárias que não repassam segurança devido as superlotações. Quem saiba num amanhã teremos políticos HONESTOS e compromissados com a defesa do cidadão de bem.

 A falta de investimentos e hierarquização do Sistema Penal, e/ou Leis que não são cumpridas, às vezes, ineficazes para combater o crime organizado dentro e fora do cárcere, ainda são obscuras, cuja o óbice da política é verossímil, e a marginalização dos servidores penais são assistidas por uma mídia tendenciosa que julga sem conhecer o mundo das grades  e os profissionais são tratados como carcereiros, e os órgãos ao invés de respeitarem, eles afrontam à POLÍCIA PENAL, é triste o amadorismo na segurança.

Vimos que, entra GOVERNO e sai GOVERNO e o SISTEMA PRISIONAL corrói um rombo aos cofres públicos, porém a RESSOCIALIZAÇÃO são os indicadores, mas o momento do sistema penitenciário é um campo de batalhas, onde facções se estabelecem na busca do poder paralelo, entretanto, do outro lado os políticos usam instituição prisional para alicerçaram correligionários e o sistema penal fica escanteio do rol da SEGURANÇA PÚBLICA e o cidadão que paga altos impostos sofre com a insegurança.

Por fim, duas PEC's direcionadas à POLÍCIA PENAL tramitam na capital do BRASIL - em contrapartida o próprio sistema político trilha por falsos indicadores, que é voltada à RESSOCIALIZAÇÃO, que para nós Agentes, Carcereiros ou demais adjetivos pejorativos é uma ficção a ineficácia do ESTADO diante aos fatos, então, o crime não para nas DELEGACIAS e prosseguem continuado devido imoralidade, logo pensamos e a diária do preso no estabelecimento prisional é um absurdo?

Alexandre Guerreiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário